Brasil: Federação Sindical Mundial apoia paralisação dos Petroleiros

A Federação Sindical Mundial (FSM), entidade que representa mais de 92 milhões de trabalhadores e trabalhadoras em todo o mundo, expressa seu apoio e solidariedade aos petroleiros que iniciaram, nesta quarta-feira (30), uma paralisação de advertência por 72 horas em todo o país.

A categoria, composta por mais de 60 mil trabalhadores, protesta contra as medidas neoliberais do governo ilegítimo de Michel Temer que desde que assumiu a presidência por meio de um golpe tem implementado sua agenda de privatização do sistema Petrobrás reduzindo investimentos e praticando uma extorsiva política de preços.

Por isso a FSM apoia a justa paralisação da classe trabalhadora contra o desmonte deste setor estratégico para o povo e a classe trabalhadora brasileira.

Todo apoio aos trabalhadores e trabalhadoras!

A Secretaria

Fonte:

Federação Sindical Mundial

Artículos Relacionados