Juventude do Pajeú (PE) lança Comitê em Defesa de Lula

Aconteceu no último domingo (8), na cidade de Afogados da Ingazeria, no Sertão do Pajeú de Pernambuco, a Plenária de Atualização da Plataforma da Classe Trabalhadora, da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT PE). A atividade teve o tema Juventude e contou com uma plenária lotada de jovens na manhã de domingo.

Na mesa de abertura, o presidente da CUT-PE, Carlos Veras, frisou a importância da juventude construir o movimento sindical e a necessidade do diálogo intergeracional, “A juventude precisa do companheirismo dos dirigentes em sua caminhada”. Veras também lembrou que foi o presidente mais jovem a ser eleito pela CUT-PE. O sindicalista falou ainda da conjuntura nacional, “Passamos por um golpe midiático, jurídico e parlamentar, nesse contexto, Lula é um preso político, essa geração tem o deve de lutar para manter os direitos que conquistamos nas ruas”.

Fabiano Moura, diretor de comunicação da CUT-PE frisou que as plenárias de atualização da plataforma são também plenárias de resistência que ajudam a organizar a defesa de Lula, “Já passamos por Ouricuri e Petrolina e agora estamos aqui na Plenária em Afogados da Ingazeira”.

A atividade contou com uma mesa composta por Pedro Henrique, secretário de Juventude do Partido dos Trabalhadores (PT) e Adriana do Nascimento, diretora de juventude da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Pernambuco (Fetape). Pedro Henrique reforçou o papel importante que a juventude teve na reconquista da democracia no Brasil, nos anos 1980, falando sobre o cenário atual afirmou, “Temos certeza que mais uma vez vai ser a força da juventude do campo e da cidade nos ajudar a sair dessa situação. Esse golpe existiu para evitar o avanço da juventude trabalhadora”.

Adriana afirmou a importância da construção da plataforma da classe trabalhadora, “Precisamos ter proposições para todo o estado e garantir que as proposições que saiam daqui hoje e cheguem na vida de cada um e cada uma”.

Comitê Popular

Ao final da atividade, o grupo de jovens fundou um Comitê Popular em Defesa de Lula da Juventude do Sertão do Pajeú. O comitê vai aglutinar jovens que são contrários a retirada de direitos, aos abusos do poder judiciário, à parcialidade da Justiça e a prisão do presidente Lula. O grupo irá ajudar a disseminar informações verdadeiras sobre a situação de Lula e também ficará responsável por promover mobilizações na região.

O surgimento de comitês populares é crescente em todo o Brasil e são uma articulação que envolve movimentos populares, sindicais, Organizações Não Governamentais (ONGs), partidos políticos, lutadores e lutadoras em defesa de Lula.

Edição: Catarina de Angola

Fonte:

Brasil de Fato

Artículos Relacionados