Manuela: Não podemos nos calar nenhum dia até que Lula esteja livre

“É a tentativa de um homem pequeno e vaidoso entrar para a história, mas não entrará. Ninguém se lembra do nome do juiz que mandou prender o Mandela, ninguém se lembra”, frisou.

A presidenciável contou que era o ex-presidente Lula que confortava todas as pessoas dentro do sindicato dos metalúrgicos em São Bernardo do Campo. “Lá eu encontrei um gigante com duas características que todo o povo brasileiro conhece: a sua serenidade e a sua convicção de que nós seguiremos lutando e de que nós não tiraremos os nossos pés daqui”.

Sob aplausos, Manuela afirmou “quando a gente grita que queremos Lula livre, na verdade, gritamos que queremos o Brasil livre”.

A pré-candidata também falou sobre a repercussão internacional da prisão do ex-presidente Lula. “Por que no mundo inteiro só se fala da prisão do Lula? Porque o Lula fez o Brasil ser um país grande no mundo inteiro. Não há país no mundo que não saiba do nosso protagonismo durante seus governos e não há quem não conheça a obsessão do Lula em fazer com que as pessoas tivessem o que comer”.

Ao lado do senador Lindbergh Farias (PT), do deputado federal Paulo Pimenta (PT) e de outras lideranças, Manuela afirmou que a mobilização em apoio a Lula precisa continuar.

Assista na íntegra:

 

Fonte:

Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Artículos Relacionados