Deputada quer investigação sobre áudio em voo de Lula

A divulgação do áudio causou repúdio e preocupação nos aliados o petista.

A vice-líder da Minoria, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), cobrou investigação do ato. “Isso não pode passar impune. As instituições responsáveis têm que apurar e punir as pessoas que, em tese, deveriam zelar pela segurança de Lula no trajeto”, afirmou a parlamentar em sua página em uma rede social.

Em nota, a FAB lamentou o fato e disse que a “frequência foi usada de modo inadequado por um usuário que se valeu do anonimato”. No entanto, sobre possível punição ao autor dos áudios, a FAB ainda não se manifestou.

Veja a nota da FAB.

“A comunicação apresentada é verdadeira e ocorreu na frequência da Torre Bacacheri em Curitiba (PR) na noite de sábado (07/04), conforme indica a orientação da controladora de tráfego aéreo no áudio.

Ressalva-se que a frequência utilizada para essas comunicações aeronáuticas é aberta. O objetivo é que todos na sua escuta tenham consciência do que está ocorrendo no tráfego aéreo, condição importante para manutenção da segurança operacional.

Quem estiver conectado pode ouvir e falar, seguindo as regras de tráfego aéreo, devendo utilizar a fraseologia padrão e se identificar. Lamentavelmente, na gravação em questão, a frequência foi utilizada de modo inadequado por alguns usuários que se valeram do anonimato para contrariar essas regras.”

Fonte:

Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Artículos Relacionados