Comunicado da FSM sobre o Dia Mundial da Água

A FSM, em nome de seus 92 milhões de trabalhadores nos 5 continentes, por ocasião do Dia Mundial da Água, em 22 de março, expressa sua solidariedade às centenas de milhões de pessoas que sofrem com a distribuição desigual de recursos naturais, a falta de água limpa e instalações de saneamento. O movimento sindical de classe luta pelo direito de acesso livre a água potável e segura, garantindo sua quantidade e qualidade para todas as pessoas.

Essas atividades estão em completo contraste com a comercialização e a vinculação dos recursos hídricos com a economia de mercado. A água não é um produto comercializável, não deve estar dentro do significado de comida e deve ser fornecida adequadamente, sob a responsabilidade direta de cada governo, igualmente a todos os cidadãos do domínio, como um bem público, não sendo passível de “leis” de mercado ”e regido pelas regras da engenharia de saúde.

A Federação Sindical Mundial reafirma sua firme posição, exigindo:

• Recolhidos, processados ​​e distribuídos a baixo custo ou mesmo gratuitamente ao consumidor, sob a responsabilidade central de um transportador público unificado, sem o envolvimento de empresas privadas e de acordo com todas as regras de engenharia de saúde, que exigem:

• Construção e funcionamento das modernas unidades de processamento de água, monitoramento regular da vazão processada, um sistema confiável para a destruição de microrganismos e parasitas, uma rede de distribuição completa e segura para os usuários e seu local de residência.

• As disposições legais de segurança, cuja existência é um pré-requisito básico para alcançar os padrões de qualidade da água, devem ser mantidas sob constante observação.

• O monitoramento da qualidade da água e o cumprimento de todas as condições relativas devem ser realizados pelas autoridades públicas.

• As autoridades públicas devem realizar, direta e efetivamente, todas as ações corretivas necessárias em casos de divergência de água dos limites de segurança estabelecidos pela legislação pertinente de cada estado.

A questão da água é uma prioridade da FSM e nos últimos anos organizou dezenas de iniciativas e atua na direção militante acima mencionada, como seminários, jornadas internacionais, conferências, etc. A FSM continuará e fortalecerá ainda mais suas lutas na gestão sustentável dos direitos humanos. recursos hídricos do nosso planeta em favor de todos os povos.

A Secretaria

 

Fonte:

Federação Sindical Mundial

Artículos Relacionados